Aula Inaugural da LATE UFRJ

  
Eduardo Kanann falou sobre o cuidado
especial que se deve ter ao paciente
politraumatizado

No dia 27 de março, a Liga Acadêmica de Trauma e Emergência da Faculdade de Medicina (LATE-UFRJ) promoveu uma Aula Inaugural, no auditório Quinhentão. Hélder Vilella, presidente do LATE e estudante de medicina, apresentou os propósitos desta liga e, em seguida, passou a palavra para Eduardo Kanann, chefe do serviço de cirurgia do Hospital Municipal Lourenço Jorge.

O médico ministrou uma aula sobre a cinemática do trauma e a avaliação inicial do politraumatizado. Em uma apresentação bem-humorada, que prendeu a atenção dos estudantes presentes, Kanann discursou sobre o suporte pré-hospitalar de vida no trauma, mostrando a relação entre massa, velocidade e força do impacto.

Além disso, mostrou exemplos de lesões que podem ser provocadas por colisões de motocicletas, carro, atropelamentos, quedas de grandes alturas, quedas de cabeça, esportes e atividades recreacionais, explosão, ferimentos por arma branca e arma de fogo.

Kanann fez questão de destacar aos futuros médicos sobre o cuidado especial que se deve ter ao paciente politraumatizado, pois nem sempre as lesões são aparentes e provocam dor imediatamente. Por isso, este tipo de atendimento é bastante complexo e demanda ações rápidas e eficientes do médico.

A LATE-UFRJ foi idealizada pelo recém-formado Rodrigo Barros. A liga acadêmica é uma associação de alunos que visa realizar atividades no âmbito teórico e prático, contando com obrigatório suporte e orientação de professores, além do apoio de médicos e de outros profissionais da área de saúde. Atualmente, a diretoria da liga é composta por nove acadêmicos de medicina, fisioterapia e enfermagem, e tem como orientador geral o professor Marcos Freire, chefe do serviço de emergência do Hospital Universitário.