Malaspina chega ao Rio de Janeiro

Aportará no Rio de Janeiro, nesta quinta-feira, 13/01, um navio da Malaspina, a maior expedição da história sobre mudança climática global.
 
O projeto estudará a biodiversidade do oceano e o impacto das mudanças globais. Mais de 400 pesquisadores de todo o mundo participam do estudo que percorrerá um total de 42.000 milhas náuticas e que recolherá 70.000 amostras de ar, água e plâncton.

Quase 400 pesquisadores de todo mundo estão envolvidos neste projeto, dentre as quais o Brasil participa através da equipe do professor Alex Enrich Prast, do Instituto de Biologia (IB/UFRJ). A visitação ao navio ocorrerá no Pier Mauá no Rio de Janeiro, no próximo dia 15 de Janeiro.

 A expedição partiu de Cádiz, no final do ano passado. Malaspina 2010 é um projeto interdisciplinar espanhol que pretende avaliar o impacto das mudanças globais no oceano e estudar sua biodiversidade. A expedição de circunavegação ocorrerá a bordo do navio Hesperides da Armada Espanhola e do navio Sarmiento de Gamboa, do Conselho Superior de Investigações Científicas, que estudará detalhadamente o Atlântico entre Las Palmas de Gran Canaria e Santo Domingo.

A expedição, que conta com o apoio da Marinha Espanhola e da Fundação BBVA, toma o nome de Alejandro Malaspina, que ao final do século XVII dirigiu a primeira expedição científica de circunavegação espanhola e cuja morte completou 200 anos em 2010.

As equipes realizarão coletas em 350 pontos e recorrerão 70.000 amostras de ar, água e plâncton desde a superfície até 5.000 metros de profundidade. O objetivo é desenvolver um estudo multidisciplinar para avaliar o impacto das mudanças globais e da biodiversidade do oceano profundo. Assim se estudará o intercambio dos gases entre o oceano e a atmosfera, o destino do CO2 absorvido pelo mar, a diversidade de organismos microscópicos das profundezas marinhas, a influência das substâncias químicas no oceano e sua possível toxicidade.

Serão percorridas mais de 42.000 milhas náuticas de navegação a bordo do navio Hesperides, cuja rota passará por Rio de Janeiro, Cidade do Cabo, Perth, Sidney, Honolulu, Panamá, Cartagenas das Indías, Cartagena, além do trajeto do navio Sarmento de Gamboa entre Las Palmas de Grand Canárias e Santo Domingo. Em cada parada serão realizadas visitas guiadas ao navio Hespérides, além de conferências sobre as consequências das Mudanças Globais e a expedição Malaspina.

Às 12h será realizada uma coletiva de imprensa,  com entrada pelo Pier nº 14 ,que fica entre a Rodoviária Novo Rio e o cais da Praça Mauá, o navio da expedição Hespérides estará próximo ao pier 17.

A expedição é financiada pelo Ministério de Ciência e Inovação, o CSIC, a Marinha Espanhola e a Fundação BBVA. Maiores informações podem ser obtidas no sítio www.expedicionmalaspina.es