Conhecendo a UFRJ apresenta cursos a estudantes do Ensino Médio

Em dois dias de evento, estudantes de 244 escolas do Rio visitaram o principal campus da UFRJ, conhecendo as opções de cursos de graduação 

Por Jean Souza e Marcos William

Terminou hoje (22/9) a edição 2016 do projeto Conhecendo a UFRJ na Escola de Educação Física e Desportos (EEFD) da Universidade. O principal objetivo do evento é contribuir para o acesso de estudantes, sobretudo da rede pública, à Universidade, por meio da divulgação e informação dos conteúdos de cada curso de graduação, suas interfaces, perfil do profissional e possibilidades de inserção no mercado de trabalho. A mesa de abertura do evento, na quarta-feira, foi composta pelo reitor da UFRJ, pró-reitores de graduação, pós-graduação e pesquisa e extensão e representantes da Escola de Educação Física e Desportos, Superintendência-Geral de Políticas Estudantis (Superest) e Centro de Ciências da Saúde. Eles saudaram cerca de sete mil estudantes que compareceram ao evento.

A defesa da educação pública, a importância do ensino médio e fundamental e a paixão pelo conhecimento deram a tônica dos discursos. O reitor, Roberto Leher, ressaltou o papel da Universidade na busca por respostas aos grandes dilemas globais: “A universidade pública é a instituição que pode tornar pensáveis certos problemas. Para fugirmos das amarras do presentismo, como se tivéssemos que nos adaptar a uma situação inaceitável”.  Segundo Leher, a UFRJ, “por estar comprometida com a ciência no sentido mais profundo da palavra, é uma instituição comprometida com o desenvolvimento da imaginação inventiva. Precisamos exercitar a nossa imaginação para forjar alternativas no tempo histórico”. 

O Conhecendo a UFRJ acontece normalmente no primeiro semestre de cada ano, mas, em reconhecimento à luta dos estudantes e professores das escolas públicas que ocorreram neste ano, esta edição foi adiada. “A relação com as escolas de educação básica é algo em que temos investido de maneira cada vez mais profunda. Temos atividades históricas de relação. Levamos projetos e questões às escolas e trazemos muitas questões também. Nesse sentido, a gente aprende muito com as escolas”, afirmou Maria Malta, pró-reitora de extensão.  

Estandes

Em 53 estandes dedicados aos cursos de graduação, o visitante pôde conversar com estudantes da Universidade e ter contato com várias informações sobre os cursos específicos, por meio de fotos, vídeos, apresentações de trabalhos práticos e do diálogo direto.  O pró-reitor de graduação, Eduardo Serra, afirmou que a escolha de uma carreira pode ser um momento difícil para o jovem e aconselhou os estudantes presentes a aproveitar o evento e visitar todos os estandes dos centros. “Perguntem e peçam informações de todos os cursos que vocês gostem”, disse. “Escolham a área que vocês gostem mais porque oportunidades de mercado variam muito de um ano para o outro. O que determina o sucesso é o gosto que vocês têm de estudar”, acrescentou.

Além de estandes dedicados à apresentação de cada curso, foram também promovidas atividades culturais com participação de membros da comunidade universitária e oficinas para carreiras que exigem teste de habilidades específicas. A edição deste ano recebeu cerca de 14 mil estudantes de 244 escolas públicas e particulares do Rio de Janeiro. 

fotos de Diogo Vasconcellos