Nota de pesar - Eduardo Portella

Com pesar, informamos o falecimento de Eduardo Portella aos 84 anos. Bacharel em Ciências Jurídicas e Sociais pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Portella lecionou na Escola de Comunicação e foi professor e diretor da Faculdade de Letras da UFRJ. Em 2002, recebeu o título de Professor Emérito da Universidade em cerimônia presidida pelo reitor Carlos Lessa.

O crítico, professor e escritor baiano é membro da Academia Brasileira de Letras (ABL) desde 1981, fez parte do gabinete civil do governo JK e foi ministro da Educação, Cultura e Desportos do governo João Figueiredo. Portella deixou o Ministério após apoiar a greve dos docentes da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ). Entre 1997 e 1999, foi presidente da Conferência Geral da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

Em nota, a Decania do Centro de Letras e Artes e a Faculdade de Letras comunicaram com pesar o falecimento do Professor Emérito Eduardo Portella: 

"O professor Eduardo foi um dos maiores responsáveis pela divulgação da Teoria Literária em sua editora Tempo Brasileiro, contribuindo com seu saber generoso para a melhoria da formação da Faculdade de Letras. A vastidão do seu conhecimento e sua articulação nacional o colocam como referência para o significado da importância do magistério no país."

O velório será hoje (2/5), das 18h às 22h, na ABL (av. Presidente Wilson, 203, Castelo). Na quarta-feira (3/5), reabre às 9h e a missa acontece às 10h30. Em seguida, o corpo segue para sepultamento no mausoléu da ABL, no cemitério São João Batista, em Botafogo, às 11h.