UFRJ manifesta preocupação com situação do CNPq

Em reunião ocorrida no dia 10/8/2017, o Consuni (Conselho Universitário) se posicionou contra o corte de verbas no CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico), o que afeta a comunidade acadêmica e os avanços tecnológicos atuais.

Moção

O Conselho Universitário da Universidade Federal do Rio de Janeiro, em sessão de 10 de agosto de 2017, manifesta veemente preocupação com a perspectiva anunciada, na semana passada pelo CNPq, de impossibilidade de pagamento de todas as bolsas de pesquisa mantidas por tal órgão, nos próximos meses.

O CNPq, criado em 1951, tem, desde então, papel fundamental no desenvolvimento da ciência no país, contribuindo de modo inestimável à construção da soberania nacional.

O contingenciamento de gastos do governo federal, responsável pelas dificuldades enfrentadas pelo órgão, promove intranquilidade e insegurança à comunidade acadêmica, que teme que os avanços alcançados pelo Sistema Nacional de Ciência e Tecnologia dos últimos anos se transformem em retrocessos, comprometendo drasticamente o patrimônio científico arduamente construído por gerações de pesquisadores.

Por tudo isso, somamo-nos aos que exigem, ao contrário da tendência ora estabelecida, a ampliação do orçamento efetivamente destinado à Educação e à Ciência e Tecnologia.