Outubro tem bandeira de energia elétrica mais cara

A bandeira tarifária para o mês de outubro de 2017 é a vermelha (patamar 2), com custo de R$ 3,50 a cada 100 kWh consumidos. É a primeira vez que o patamar 2 é acionado desde que a bandeira vermelha passou a contar com as duas graduações, em janeiro de 2016.

A situação dos reservatórios das usinas hidrelétricas atingiu níveis preocupantes e, ainda que não haja risco de desabastecimento de energia elétrica, é preciso reforçar as ações relacionadas ao uso consciente e combate ao desperdício.

As bandeiras tarifárias variam exatamente para dar esse sinal aos consumidores. O patamar 2 indica a necessidade de operar usinas térmicas mais caras para compensar a geração hidráulica inibida pela falta de chuvas.

Criado pela Aneel, o sistema de bandeiras tarifárias sinaliza o custo real da energia gerada, possibilitando aos consumidores o bom uso da energia elétrica. O funcionamento das bandeiras tarifárias é simples: as cores verde, amarela ou vermelha (nos patamares 1 e 2) indicam se a energia custará mais ou menos em função das condições de geração.

 

Divulgação: Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel)

 

Fonte: Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel)

 

Acesse o site oficial da campanha: https://ufrj.br/essacontaedetodos