Museu Nacional lança campanha de financiamento coletivo

Foto: Museu Nacional

O Museu Nacional, que está completando 200 anos, acaba de lançar uma campanha de financiamento coletivo (crowdfunding) para a reabertura da sala onde fica um Maxakalisaurus topai, carinhosamente chamado de Dinoprata. Com 13 metros da cauda à cabeça, foi o primeiro dinossauro de grande porte montado no Brasil. A sala, uma das principais atrações do museu, está fechada desde o fim do ano passado, quando um ataque de cupins destruiu a base em que ficava o dinossauro, que foi desmontada por motivo de segurança. A meta é arrecadar R$ 100 mil até o dia 4/6.

 A campanha tem quatro metas: reconstrução da base, iluminação cênica e suporte para a instalação de outros fósseis, ação interativa para voo em um pterossauro e a instalação de monitor para a exibição de filmes e animações. A campanha, realizada pela Associação Amigos do Museu Nacional (SAMN), terá a duração de 30 dias e as doações vão de R$ 20 a R$ 5 mil. Entre as recompensas para os financiadores estão réplicas de dentes de dinossauros, camisetas, canecas e até um desenho original do paleoartista Maurílio Oliveira. O link para doações é: https://benfeitoria.com/maxakalisaurus

"Além do Dinoprata, essa sala apresenta diversos outros animais que viveram no tempo dos dinossauros, como pterossauros, que são répteis voadores, jacarés extintos e uma grande variedade de invertebrados e plantas que há milhões de anos viveram nesse pontinho do planeta que hoje chamamos de Brasil. Ao abrir essa sala, o visitante terá a oportunidade de vivenciar e compreender um pouco mais a evolução da vida na Terra", explica Alexandre Kellner, diretor do Museu Nacional. 

Todo o dinheiro captado na campanha pelo site da Benfeitoria será gerido pela Amigos do Museu, que não possui fins lucrativos e cujo objetivo é apoiar as atividades do Museu Nacional e projetos relacionados à conservação do meio ambiente, do patrimônio científico, artístico e cultural, entre outros. Desde a sua criação, em 13 de janeiro de 1937, a SAMN tem apoiado diversas atividades de pesquisa e eventos desenvolvidos pelos docentes do Museu Nacional, produzindo e divulgando informações importantes para o desenvolvimento da instituição.