Ex-reitores declaram apoio à Universidade

Aconteceu nesta terça-feira, 11/9, uma reunião com os ex-reitores da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e a atual Reitoria da instituição. As gestões anteriores declararam total apoio aos atuais representantes, solidariedade ao Museu Nacional e o apreço em defesa da autonomia universitária. Na ocasião, foi elaborada a nota a seguir:

As universidades devem atuar com competência, traduzida na qualidade da formação de seus estudantes, no trabalho diuturno em seus laboratórios de pesquisa e nos livros, artigos e teses publicados. Devem também atuar com pertinência, adiantando-se na busca de soluções para as inúmeras demandas da sociedade e dos governos, e com equidade, colaborando  para a eliminação das disparidades sociais e regionais ora observadas em nosso país.

 A UFRJ está quase completando um século de existência e tem  contribuído sempre, com suas atividades de ensino, pesquisa e extensão, para a formação de profissionais altamente qualificados, o avanço do conhecimento e a difusão e promoção da cultura. A garantia do êxito nessas atividades, para tanto, se fundamenta na preservação da sua autonomia.

A atual crise impõe a união da comunidade acadêmica em torno da Reitoria e de medidas que possibilitem a solução urgente dos muitos problemas que nos afligem. É preciso continuar a cumprir nossa missão como instituição de ensino, pesquisa, difusão e promoção cultural.

Ex-reitores da UFRJ: Alexandre Pinto Cardoso, Sergio Eduardo Longo Fracalanzza, Carlos Antonio Levi da Conceição, Nelson Maculan, Paulo Alcantara Gomes