UFRJ agradece o apoio da comunidade

A Reitoria da UFRJ e a comunidade universitária agradecem os esforços e a solidariedade de todos os envolvidos nos últimos dias com a ajuda ao Museu Nacional (MN), que sofreu um incêndio na noite de domingo (2/9). Bombeiros, trabalhadores da Universidade e a sociedade democrática têm participado de forma ativa na luta pelo patrimônio público.

A UFRJ reconhece que, durante o controle do incêndio no prédio do MN, o Corpo de Bombeiros trabalhou incansavelmente para que as chamas pudessem ser controladas e o patrimônio fosse preservado. A Reitoria valoriza cada um desses trabalhadores dos 21 quartéis que estiveram na operação. O esforço e a dedicação apresentados não só no dia do incêndio, mas também nos posteriores foram cruciais. Infelizmente, o empenho desses profissionais foi frustrado pela falta de equipamentos e de hidrantes disponíveis no local, o que causou o agravamento da situação.

A Universidade também é grata pelo apoio de toda a comunidade e da sociedade democrática presente nos atos em defesa do Museu, reforçando a luta pelo patrimônio público e sua importância. A Reitoria, no entanto, critica o uso indevido da força pelos policiais durante a manifestação pacífica na Quinta da Boa Vista.   Por último, a Reitoria gostaria de agradecer também a dedicação e o empenho dos servidores do Museu Nacional que acompanharam o trabalho dos bombeiros, resgatando tudo o que podiam do acervo a fim de preservar a memória, a cultura e a ciência de nosso país. A UFRJ acredita que o Museu está presente em cada um de seus servidores e que, por isso, poderá ser reconstruído.