Parque Tecnológico inicia gestão do Polo de Biotecnologia da UFRJ

Desde 1/2, o Polo de Biotecnologia da UFRJ passou a ser administrado temporariamente pelo Parque Tecnológico. Dessa forma, as empresas instaladas têm agora acesso aos serviços e atividades de interação com a Universidade desenvolvidos pela instituição. Em maio de 2018, o convênio da Fundação Bio-Rio, antiga gestora do Polo, com a UFRJ teve seu prazo encerrado. Com a decisão da Universidade pela administração do local, as atuais 34 empresas lá instaladas estão iniciando um processo de transição, com duração ainda indefinida, para que se estruturem aos processos e serviços oferecidos pelo Parque Tecnológico da UFRJ.

O Parque Tecnológico é um ambiente de inovação dentro da UFRJ que permite a interação entre a Universidade e as empresas, transformando conhecimento em emprego e renda, também oferecendo produtos e serviços inovadores para a sociedade.  Uma empresa instalada no local deve, obrigatoriamente, manter relações de pesquisa e desenvolvimento com a UFRJ para viabilizar parcerias capazes de promover inovações. O Parque também acompanha a gestão das pequenas e médias empresas instaladas e realiza atividades que estimulam o relacionamento entre as organizações residentes e demais públicos de interesse.

“Para o Parque Tecnológico este é um processo que vai ao encontro de nosso planejamento estratégico, de ampliar nossa atuação nas mais variadas áreas do conhecimento. Acreditamos que as empresas atualmente instaladas no Polo possuem sinergia com nossas atividades e com as capacidades inovadoras dos grupos de pesquisa da UFRJ. Assim iremos, cada vez mais, intensificar nossa estratégia de transbordamento das atividades do Parque”, diz José Carlos Pinto, diretor executivo do Parque Tecnológico da UFRJ.