UFRJ promove exposição sobre restauração do Palácio Universitário

Palácio Universitário Foto: Acervo Coordcom

O canteiro de obras no Palácio Universitário virou mostra de arte. É a exposição Canteiro Aberto: Patrimônio, Memória e Arte Sacra, organizada pelo Instituto de Psiquiatria da Universidade Federal do Rio de Janeiro (Ipub/UFRJ), pela Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro e pela construtora Biapó, responsável pela restauração do Palácio.

A mostra faz uma retrospectiva com fotografias das principais etapas de restauração desse patrimônio histórico do estado do Rio de Janeiro. Exibe, ainda, painéis sobre as ações de responsabilidade social focadas na comunidade e em quem trabalha na restauração. Além disso, a exposição joga luz às esculturas em madeira do artista Sandro Cunha, com destaque para a peça inédita de São Pedro de Alcântara, executada em tronco de cipreste, procedente de intervenções de restauração da fazenda Santa Eufrásia, em Vassouras (RJ), e doada pelo artista à UFRJ.

Quem visita a exposição também tem acesso aos cortes estratigráficos que revelam cores e pinturas de murais já existentes na edificação e detalhes das paredes em pau a pique, técnica construtiva feita com elementos vegetais e argila muito utilizada até o final do século XIX no Brasil.

Serviço

Exposição Canteiro Aberto: Patrimônio, Memória e Arte Sacra.

Data: até 28/2/2019. Horário: de segunda a sexta, das 10 às 16h, exceto 13/2.

Local: Palácio Universitário da UFRJ – av. Pasteur, 250, Urca.

Entrada franca.