Professor da UFRJ recebe título de pesquisador emérito do CNPq

David Kupfer
David Kupfer é vinculado ao Instituto de Economia. Foto: IEA/USP

David Kupfer é um dos 10 agraciados este ano no país

 

O professor David Sergio Kupfer, do Instituto de Economia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (IE/UFRJ), foi selecionado como pesquisador emérito do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), edição 2019. Ao todo, foram 10 docentes contemplados com o título no Brasil.

 

Kupfer é mestre em Economia da Indústria e da Tecnologia pela UFRJ e doutor em Economia, também pela UFRJ. Atualmente, é diretor-geral do IE/UFRJ, onde é professor associado e também coordena o grupo de pesquisa em Indústria e Competitividade (GIC-IE/UFRJ). É, também, editor da Revista de Economia Contemporânea. Entre 2011 e 2014, foi cedido para atuar no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) como assessor da presidência. Recebeu, em 1996, o Prêmio Jabuti com Made in Brazil: desafios competitivos da indústria brasileira de melhor livro da área de Economia e Negócios. Em 2002, ganhou outro Jabuti com a obra Economia Industrial: fundamentos teóricos e práticas no Brasil.

 

O anúncio dos homenageados foi feito no dia 11/3. O título de pesquisador emérito é dado pelo reconhecimento ao conjunto da obra científico-tecnológica e por conta do renome junto à comunidade científica. Os pesquisadores recebem, além do título e diploma, diárias para participação em congresso científico, no país ou exterior.

 

Pesquisadores de outras universidades também receberam o título

Os outros agraciados pelo CNPq são Carlos Alberto Lombardi Filgueiras (foi professor da UFRJ entre 1997 e 2010 e, hoje, é pesquisador da UFMG), Marcos Pinotti (UFMG, in memoriam), Ekaterina Akimovna Botovchenco Rivera (Sociedade Brasileira de Ciência em Animais de Laboratório), Elisaldo Luiz de Araujo Carlin (Unifesp), José de Souza Martins (USP), Maria Irene Baggio de Moraes Fernandes (Embrapa-UFRGS), Nilza Eigenheer Bertoni (UnB), Rogerio Meneghini (Química) e Nelson Pereira dos Santos (UFF, in memoriam).

 

Menções especiais de agradecimento

Na mesma oportunidade, o CNPq anunciou menções especiais de agradecimento a quatro personalidades que atuaram em prol da ciência no ano de 2018. São elas: a Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza, Gilberto Kassab (ministro de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações de 2016 a 2018), Marco Antonio Raupp (ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação de 2012 a 2014) e Maria Cecília de Souza Minayo (Fiocruz).

 

A cerimônia de entrega dos prêmios tem previsão para acontecer em maio de 2019, no Rio de Janeiro.