Universidade dá as boas-vindas a seus futuros alunos

Fotos: Diogo Vasconcellos

A 15ª edição do Conhecendo a UFRJ teve início na manhã de terça-feira (11/6), com a chegada de milhares de estudantes do ensino médio à Cidade Universitária, na Ilha do Fundão. Os grupos foram recebidos no Auditório Horta Barbosa, do Centro de Tecnologia (CT), para uma solenidade de abertura que contou com apresentações artísticas e pronunciamentos de boas-vindas.

O reitor Roberto Leher agradeceu a presença de todos, dando ênfase ao esforço de cada docente que trouxe sua turma para conhecer a UFRJ. “Nós sabemos que quando os professores e as professoras se mobilizam para trazer seus estudantes para uma universidade pública, estão fazendo um gesto generoso em relação ao futuro. Eles e elas estão afirmando que vocês serão estudantes da Universidade Federal do Rio de Janeiro e isso nos orgulha muito”, falou à plateia.

Leher sugeriu à juventude que aproveite o evento para conversar e trocar informações, desfrutando ao máximo do primeiro contato com a Universidade e projetando seus sonhos. “É muito importante que vocês estejam profundamente abertos à interação com diversas áreas do conhecimento. Dialoguem, sigam a sua intuição sobre o que as fazem e os fazem felizes. Muitas vezes, olhamos para uma carreira que tem o melhor salário, as melhores ofertas de emprego, mas isso muda muito”, aconselhou.

Em seu pronunciamento, o reitor passeou por cada área do conhecimento, destacando suas especificidades e traçando seus pontos em comum. Segundo ele, a busca por soluções à vida em sociedade e a urgência de uma postura interdisciplinar e ética, independentemente do caminho escolhido, devem guiar a escolha de todos. “Temos dilemas em relação ao futuro e precisamos enfrentar esses dilemas com conhecimento. A geração de vocês terá de responder a perguntas dramáticas e decisivas para o futuro”, anunciou.

Em sua avaliação, o mais importante é que os estudantes busquem sua formação de maneira apaixonada, inquieta e respeitosa. “Aqui é um lugar para ser feliz. É um lugar que não toleramos racismo, preconceito, homofobia, transfobia etc. É um espaço de liberdade, pois só num espaço de liberdade temos direito à imaginação e à capacidade criadora”, declarou.

Universidade pública

Mesa de abertura do 15° Conhecendo a UFRJ

A professora Maria Malta, à frente da Pró-Reitoria de Extensão (PR-5) e responsável pela organização do Conhecendo a UFRJ, lembrou a importância de se valorizar a Universidade com suas características atuais: pública, gratuita, laica, de qualidade e socialmente referenciada. “Vocês que estão aqui hoje, e que certamente estarão amanhã, já são parte desse complexo e rico sistema de educação, ciência e arte públicos”, afirmou.

Ela comentou sobre as dificuldades enfrentadas na realização da 15ª edição do evento, considerando o contexto de cortes ao orçamento das universidades em todo o país, fez críticas às políticas de austeridade deste e de outros governos e, por fim, conclamou a plateia a defender os seus direitos, valorizando quem os conquistou no passado.

Também participaram da mesa de abertura o professor Walter Issamu Suemitsu, decano do Centro de Tecnologia, e a professora Maria Antonieta Couto, coordenadora de Integração Acadêmica de Ensino e Graduação da Decania,. Eles falaram sobre as engenharias e convidaram os estudantes a visitarem seus laboratórios.

Programação

O Conhecendo a UFRJ será realizado até quinta-feira (13/6) e conta com uma vasta programação de palestras, oficinas, mostras e visitas guiadas. A ideia é apresentar à juventude um pouco de como funciona a instituição, com 168 cursos de graduação, 208 currículos, 1.700 iniciativas de extensão e 1.200 laboratórios de pesquisa. Para saber mais, acompanhe a cobertura da UFRJ nas mídias sociais (Instagram, Facebook e Twitter) e confira a programação completa no site do evento.