UFRJ abre comemorações dos 100 anos


foto: Raphael Pizzino (Panorama UFRJ)

A primeira e maior universidade federal do país completará 100 anos em 2020, mas as comemorações do primeiro centenário da UFRJ já se iniciam neste ano, em 12/9. A instituição fará evento de lançamento no Colégio Brasileiro de Altos Estudos (CBAE), que será apresentado pela reitora da Universidade, professora Denise Carvalho, e pela coordenadora do Fórum de Ciência e Cultura (FCC), professora Tatiana Roque.

O evento contará com um momento de reflexões para a recuperação da memória da UFRJ e fará um balanço dos desafios das universidades brasileiras no cenário atual do país, projetando o papel que a Academia quer ter no futuro.

“A UFRJ inicia as comemorações dos 100 anos com júbilo, determinação e união da comunidade acadêmica. Com base em nossa trajetória de sucesso, vislumbramos um futuro com muita esperança e reflexão sobre o papel protagonista do ensino superior público para o avanço socioeconômico e cultural do nosso país e do povo brasileiro”, afirma Denise.

Além do lançamento das comemorações do centenário da UFRJ, o evento celebrará, ainda, os 15 anos do CBAE. A diretora do Colégio, professora Ana Célia Castro, estará à frente da mesa-redonda Novos Paradigmas. Participarão da mesa Nelson Barbosa, ex-ministro do Planejamento e da Fazenda; Elisa Reis, professora do Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Antropologia (PPGSA/UFRJ); e Stevens Rehen, diretor adjunto de pesquisa do Instituto de Ciências Biomédicas (ICB/UFRJ). Os palestrantes abordarão temas relacionados à pesquisa, ao desenvolvimento do país e ao meio ambiente.

 

A UFRJ

Maior universidade federal do Brasil, a UFRJ é a primeira instituição oficial de ensino superior do país, com atividade desde 1792 e organizada como universidade em 1920. Presença registrada nas 15 melhores posições dos mais diversos rankings acadêmicos na América Latina, a instituição conta, hoje, com 176 cursos de graduação, 130 de mestrado e 94 de doutorado. Segundo o Ranking Universitário Folha 2018, a UFRJ é a universidade mais inovadora do país, o que também se deve à sua pluralidade: seu corpo social é composto por mais de 67 mil estudantes, 4 mil docentes e 9 mil servidores técnico-administrativos.

A Universidade tem estrutura similar à de um município de médio porte, compatível com o seu grau de relevância estratégica para o desenvolvimento do país. Formou uma sucessão de ex-alunos notáveis, como o indicado ao Prêmio Nobel da Paz, Osvaldo Aranha; os escritores Jorge Amado e Clarice Lispector; o arquiteto Oscar Niemeyer; os médicos Oswaldo Cruz e Carlos Chagas; os jornalistas Fátima Bernardes e Ali Kamel e o matemático Artur Ávila, primeiro latino-americano a receber a Medalha Fields, prêmio oferecido a matemáticos com até 40 anos e considerado equivalente ao Prêmio Nobel.

Quarta instituição que mais produz ciência no Brasil, a UFRJ possui dois campi fora da capital fluminense: um em Macaé e outro em Duque de Caxias. Com projetos de ponta nas áreas científica e cultural, a antiga Universidade do Brasil tem sob seu escopo nove hospitais universitários, 13 museus, 1.274 laboratórios, 45 bibliotecas e um Parque Tecnológico de 350 mil metros quadrados, com startups e empresas de protagonismo nacional e internacional.

 

Serviço

O quê: lançamento do Centenário da UFRJ e 15 anos do CBAE

Quando: 12/9, às 18h

Onde: CBAE/UFRJ. Rua Rui Barbosa, 762 – Flamengo