UFRJ participa de debate sobre o futuro da saúde no Brasil


Foto: Reprodução

A reitora da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Denise Carvalho, participou, na sexta-feira, 6/12, do Fórum Oswaldo Cruz, com o tema “O futuro da saúde no Brasil: compromisso social da ciência”. O debate teve como questão central a importância da ciência, da tecnologia e da inovação para o bem-estar social e o desenvolvimento da saúde no país. O evento contou, também, com a presença de líderes da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), da Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco) e da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

Um dos temas em destaque foi o papel das universidades públicas como eixo de uma estratégia nacional baseada no conhecimento e nas necessidades da população, de forma sustentável. A reitora da UFRJ relembrou o papel pioneiro e visionário do médico e cientista Oswaldo Cruz, que erradicou a febre amarela no Rio de Janeiro e implementou campanhas de vacinação contra a varíola. Ela destacou, também, as pesquisas realizadas pelo médico sanitarista Carlos Chagas no instituto que leva o seu nome. Chagas expandiu as atividades de pesquisa para a UFRJ, com a migração de pesquisadores da Fiocruz para a Universidade na década de 1930.

Carvalho reforçou a necessidade de união das instituições que geram conhecimento e promovem o bem-estar social e apontou que o movimento anti-ciência que atualmente ocorre no Brasil é muito preocupante. “Sem ciência, tecnologia e inovação, talvez o Homo sapiens seja a primeira espécie a provocar a aceleração da sua própria extinção”, concluiu.