UFRJ Macaé faz estudo sobre panorama da COVID-19 no município


Foto: Artur Moês (Coordcom/UFRJ)

O Grupo de Trabalho (GT) Multidisciplinar para Enfrentamento da COVID-19 da UFRJ-Macaé realizou um estudo no qual traça um panorama de cenários epidemiológicos da COVID-19 para o município de Macaé e para estado do Rio de Janeiro. O documento foi elaborado a partir dos resultados referentes ao Brasil obtidos na pesquisa sobre o impacto global da doença causada pelo novo coronavírus, feita pelo Imperial College London.

Para o estudo realizado pela Universidade, foram explorados quatro cenários: sem isolamento social; com isolamento moderado; com isolamento moderado para a população em geral e aumentado para idosos; e com restrição intensa e precoce da circulação de pessoas. Nesse sentido, foram feitas estimativas do número de infectados, de hospitalizações, de casos graves e de óbitos. 

Segundo Antonio Guimarães, professor de Física da Universidade e membro do GT, um dos principais objetivos da pesquisa é evidenciar de forma mais próxima, em nível municipal, as possíveis consequências da pandemia e mostrar a importância da adoção de políticas públicas e comportamentos individuais para a redução de danos. “‘Não fazer nada e deixar o novo coronavírus correr solto é algo extremamente danoso para a saúde da população. Poderíamos ter, somente no município de Macaé, mais de mil mortes. Adotando medidas de higiene e saneamento, bem como distanciamento social, os infectados que precisarem de cuidados médicos poderão ser minimamente atendidos pelo sistema de saúde. Caso contrário, corremos o risco de não poder cuidar de todas as pessoas doentes”, enfatizou. 

De acordo com Karla Santa Cruz Coelho, professora de Saúde Coletiva da UFRJ-Macaé e uma das coordenadoras do GT, a compreensão dos diferentes cenários é fundamental para uma ação mais eficaz em situações complexas como a pandemia. "A Universidade deve auxiliar o poder público na tomada de decisões, com base na ciência para proteger os cidadãos macaenses", afirma. O grupo de trabalho ressalta que, por serem incertas, as características e dinâmica da COVID-19 requerem muitas pesquisas. Por isso, modelos e simulações são essenciais para fornecer estimativas e noções do comportamento do vírus.

 

Sobre o Grupo de Trabalho:

O Grupo de Trabalho (GT) Multidisciplinar para Enfrentamento da COVID-19 da UFRJ-Macaé tem objetivo de subsidiar o planejamento e a coordenação das ações conjuntas que serão realizadas entre a UFRJ e a Prefeitura Municipal de Macaé para enfrentamento do COVID-19 no município. Pretende-se desenvolver estratégias conjuntas para subsidiar decisões da prefeitura e ações no território.

Para acessar a nota informativa, clique aqui.

*Do Setor de Comunicação da UFRJ Macaé (com adaptações)