Adeus a Pedro Casaldáliga

Pedro optou por viver “aquecendo o cotidiano com poesias que se notabilizam pela força, delicadeza e sensibilidade”